Padre Egídio vai para a cadeia, suspeito de desviar R$ 140 milhões; ele levava vida de luxo
21/11/2023

Padre Egídio de Carvalho Neto foi preso em João Pessoa, capital da Paraíba, acusado de desviar dinheiro das instituições que administra o Hospital do Padre Zé. Os desvios de recursos públicos chegam a aproximadamente R$ 140 milhões. O religioso possuía 29 imóveis em Paraíba, São Paulo e Pernambuco, incluindo uma cobertura de R$ 2,4 milhões.

Durante a operação policial, foram encontrados itens de luxo, como garrafas de vinho avaliadas em mais de R$ 2 mil cada, além de objetos de arte, roupas de grife e itens de decoração. Estima-se que ele tenha gastado cerca de R$ 110 mil em bebidas alcoólicas no último ano. Padre Egídio atuava como diretor das instituições desde 2012 e liderava um esquema de desvio de dinheiro desde 2013. Ele está em prisão especial e optou por se manter calado durante o depoimento.

AD
Artigo